No Círculo

quarta-feira

Marmita? Não! Bento!

Sabe aquela comidinha que viaja junto quando não há tempo para ir e vir de casa em horário de refeições? Pois bem aquele recipiente que pode ser um verdadeiro tupperware ou um depósito de plástico qualquer, pode ser, vir a ser algo lúdico, colorido, chamativo e delicioso!

Esse objeto lindo, que incita a fome longe de casa, é chamado mundo afora de Bento, e eu queria faz tempos falar dele.

Onde nasceu e possui força total é o Japão. Dali se expandiu o uso e gosto via net, viagens, blogs, para outros cantos do planeta.

Veja esta foto e me diga se não dá vontade de provar cada coisinha ali exposta:




Do Bento-logy

Do Bento - logy





A criatividade na elaboração dos Bentos deve correr solta, soltérrima! E para aguçá-la há todo um instrumental como forminhas, cortadores, embalagens lindas e com compartimentos jamais vistos... Algo de encher os olhos mesmo.


Via Aicha


Penso que isto é para as mamães que objetivam criar hábitos saudáveis em casa uma excelente ferramenta. O hábito é isso apenas: hábito.
Se montamos lindos pratos/bentos incluindo neles frutas frescas, legumes, grãos, tudo com "cara linda", o hábito surge e a cria passa a encarar a ingesta de coisinhas assim como algo mais do que normal, e transformado em momento lúdico, alegre, de deleite para a boca e os olhos.

Duvido que alguém [grande ou pequeno] se impeça de consumir folhas verdes e vagem servidos assim:


via Bento Zen 

No Brasil não há o costume de montar lancheiras com refeições típicas da hora do almoço para crianças, mas é algo que pode ser mudado, ou quiçá implementado quando a cria passa jornada completa em creches ou escolas...

Por outro lado quando sabemos que o dia deixará a família longe de casa, podemos dispor de alimentos verdes, orgânicos, saudáveis em lugar de salgadinhos prontos permeados e saturados de corantes.

Suponho que no Sul ou Sudeste do país hajam mamães que já preparam lindos Bentos! Imagino que haja até oferta de cursos para sua montagem...

Mas creio que para aquelas onde ainda não há, o que vale é o bom senso, a criatividade, um conhecer mais acurado sobre nutrientes e alimentos sadios.

Vale um bom mix de alimentos crus ou cozidos, assados em vez de fritos. Doces e salgados. Um equilíbrio com cores e formas. Valendo guiar-se pela safra da região. Usufruindo o que cada pedacinho deste imenso país produz!



Até Bentos Bruxos podem ser criados!!!


O segredo é inserir na alimentação da nossa cria desde "sempre" legumes, frutas, de maneira a que não haja alguma brecha para dizer: não quero, nunca provei... Que é frase bem típica em boquinhas pequenas!

Blogs de Gastronomia e Culinária orgânica e sadia há muitos, e assim se torna mais fácil pegar dicas e receitas, assim como encarar pratos diferentes com olhos mais tolerantes.


Grata!




3 comentários:

Kytanna disse...

Ai, esse post foi pra mim, rs, pq meu péssimo hábito com saladas e afins, veio de casa, não via muito no prato e o "não gosto" era/é minha palavra predileta, rs.

Sei que com o filho esse péssimo hábito não pode se repetir; no caso, educar a mãe (EU) é prioridade, para depois, educar o Arthur, né?

Quem sabe vendo/fazendo isso, eu me anime a comer mais coisas saudáveis verdes... custa nada tentar.

Pri.s disse...

Acho linda essa forma de carregar a comida e torná-la mais atrativa, só preciso de coragem para fazer isso e um pouquinho de paciência...rsrsrsrs
Muito legal o blog meninas, sucesso!

Luciana Onofre disse...

então vamos inovar, colorir e muito degustar!!!

Postar um comentário

Entre em nosso Círculo!

 

Blog Template by BloggerCandy.com