No Círculo

sexta-feira

Oito Erros na Cozinha.

Recebi por mail, deixo aqui essas boas dicas...


Para DONAS e DONOS de casa e respectivas secretárias(os)


Oito Erros na Cozinha.


(Combater velhos hábitos é preciso).

 

1° erro:
Lavar as carnes debaixo da torneira.

Primeiro, você perde nutrientes.
A carne fica esbranquiçada.
Segundo: a contaminação que existe vai aumentar,
porque aumenta a quantidade de água e as bactérias vão penetrar mais ainda.
A única carne que se lava é o peixe e só para tirar escamas e a barrigada.
==================================
2° erro:
Colocar detergente direto na esponja, o que leva ao exagero.


O detergente nunca deve ser colocado direto na esponja.
Vai ser muito difícil enxaguar todo esse detergente.
O resto de detergente que fica junto com os alimentos pode no futuro dar um problema para a sua saúde.
Para limpar sem exagero, você precisa apenas de oito (8) gotas de detergente em um litro de água.
==========================================
3° erro:
Usar tábua de carne de madeira.


Na tábua de madeira as bactérias ficam te aplaudindo!
Tábua tem que ser de plástico ou vidro.
==============================
4° erro:
Sobre guardar comida quente na geladeira.


Este é um dos um dos mitos mais difundidos entre as donas de casa...
Não há erro em guardar comida quente na geladeira.
O único problema é que vai aumentar um pouquinho o consumo de energia,
mas não vai estragar a geladeira de modo algum.
Porém ...
========================================
5° erro:
Guardar comida quente na geladeira com o recipiente tampado.


O ar frio vai bater na tampa.
Vai demorar muito para resfriar e as bactérias vão adorar!
Então, coloque tudo destampado.
Depois de duas horas você pode fechar.
=========================================
6° erro:
Furar a lata de leite condensado e utilizá-la várias vezes.


As pessoas pegam a lata de leite condensado
e fazem dois buraquinhos, um de cada lado.
Sai leite condensado por um lado mas, pelo outro, entra uma porção de bactérias.
Abra a lata inteira e passe o leite condensado para um recipiente que pode ser de plástico ou de vidro.
Sirva sempre com uma colher; depois tampe e guarde na geladeira.
=======================================
7° erro:
Ignorar as formigas.


Quando se fala em doce, a gente não pode esquecer as formigas.
Você provavelmente não se importaria se encontrasse
uma formiguinha em cima do seu bolo, não é?
Doutor Bactéria:
E se fosse uma barata?
Marina Scherb, de 12 anos: Aí eu não como.
Doutor Bactéria: Se a gente pegar uma barata, matar essa barata,
deixar no meio da cozinha, no dia seguinte, cadê a barata?
Marina: Sumiu.
Doutor Bactéria: Quem levou?
Marina: As formigas.
Doutor Bactéria: A mesma que estava em cima do bolo?
Marina: É, né?
Doutor Bactéria: As formigas são consideradas até
maiores agentes transmissores de bactérias do que a própria barata.
Doce com formiga só pode ter um destino: a lata de lixo.
===========================================
8° erro:
Soprar velinhas do bolo de aniversário.


Este é um
péssimo hábito.
Testes comprovam que o bolo fica contaminado por bactérias de saliva.

Experimente tirar a vela e levá-la a criança para que ela a sopre  longe do bolo ...
Essas bactérias produzem uma toxina que podem ocasionar
aquelas intoxicações com 24 horas de vomito e mal-estar.
Evite, também, deixar o bolo fora da geladeira.


Roberto Figueiredo é Biomédico e personifica o Dr. Bactéria

http://leonildaphotmailcom.blogspot.com/2010/03/8-erros-na-cozinhadr-bacteria.html

.................................................................

 Ponto para:

- quem conseguir não colocar meio tomate, meia cebola, na porta da geladeira.
-  quem não lava frutas e verduras quando chega da feira e sim duas horas depois de refrigeradas.

E mil pontos para quem não oferece mel para crianças com menos de um ano.

Mel?
Dr. Bactéria avisou às mães que todo cuidado é pouco com esse rico alimento.

Segundo ele, 8% da produção de mel é contaminada

por uma bactéria chamada clostridium botulino.
Os seres humanos desenvolvem anticorpos de defesa contra os microorganismos,

mas somente após um ano de idade.
“Muitas crianças morrem de causas não explicadas

e alguns desses óbitos podem ser atribuídos ao mel”.

Uma das críticas mais severas feitas pelo professor Roberto
foi com relação a experimentar e soprar a comida dos bebês – que muita gente desavisada faz – e soprar velinhas de bolo de aniversário.
“O aniversariante sopra e depois a mamãe oferece um pratinho de bactérias para os convidados.
Aconselho a adoção daqueles bolos gelados, embrulhados em papel alumínio”.


As festas são ocasiões ideais para a proliferação de bactérias,
porque os alimentos ficam expostos por tempo acima do considerado ideal.
O bioquímico cita a maionese como uma das vilãs das intoxicações alimentares,
principalmente as (maioneses) caseiras.
“O perigo é maior para os donos das festas, que só têm tempo de comer os quitutes no dia seguinte.
E ainda acham que é gostoso”.


Salmonela


Salmonelose é uma infecção causada pela bactéria chamada salmonela, que se desenvolve principalmente em alimentos crus.
O risco de contraí-la em maionese caseira, portanto, é latente.
A maioria das pessoas infectadas por salmonela desenvolve diarréia,
febre e cólica abdominal entre 12 e 72 horas depois da infecção.
Salmonelose geralmente dura entre quatro e sete dias,
sendo que a maioria das pessoas se recupera sem necessidade de tratamento.

Porém, em algumas pessoas, a diarréia pode ser tão forte
que o paciente precisa ser hospitalizado.
A infecção por salmonela pode se espalhar dos intestinos para a corrente sanguínea,
e daí para outras partes do corpo, podendo ser fatal caso a pessoa não seja tratada rapidamente com antibióticos.
Idosos, crianças e aqueles com sistema imunológico enfraquecido
têm mais probabilidade de desenvolver casos graves de salmonelose.

Achou importante?


REPASSE.
quinta-feira

"Ser mãe é padecer no paraíso"

Vou compartihar um texto do meu blog, sobre meu aprendizado em ser mãe e o sofrimento que ele me acarreta.



Como, agora, entendo essa frase...

Passei um tempo sumida da net, mas nem por isso aproveitei minhas férias de meio de ano. toda a programação feita para aquela semana, se foi por água abaixo, tudo pq o Arthur passou muito mal.

Ele teve vômitos e diarréias, nada parava dentro do menino, a escola me ligava informando sobre os ocorridos, íamos buscá-lo; ligava para o pediatra, averiguávamos cada item de sua alimentação, procurando um terrível culpado.

A semana passava, Arthur emagrecia, mas nem por isso perdia o bom humor, o sorriso no rosto e o fogo normal do dia-a-dia, nem parecia que estava passando mal.

E o sexto sentido maternal funcionou, cortei o leite dele, tudo passou, voltei com o leite, a diarréia recomeçava. Fiz mingau e papinhas usando o leite normal, o que tomo todo dia, nada deu no menino, isso significava que Arthur não tinha problemas com a lactose.

Na última ida ao pediatra, a constatação, o menino emagreceu 350 gramas, muita coisa para ele. Resolvemos mudar o leite, na verdade, voltar ao leite antigo, o Nam Pro, o mesmo que prendia o intestino de Arthur. O médico cré, que por Arthur já ter o aparelho digestivo formado, comendo qualquer tipo de alimentação, o Nam Confort deve fazer o intestino, agora, se soltar demais.

Fiz o teste, comprei uma lata pequena do Nam normal, ele toma feliz; diarréia não deu, também não trancou o menino. Se isso ocorrer com o tempo, uso metade de cada tipo e farei uma mistura que dê certo.

E em situações como essas, novas para mim e para meu marido, vejo como nossa vida mudou, como tudo é em prol do filho; que nossas vontades ficam em último plano, tudo em nome do amor.

Eu e o marido não tivemos nosso merecido descanso, mas tudo se esvai ao ouvir a risada gostosa do filho, por ele, tudo vale a pena!

um filtro dos sonhos

Que quando feito pelas mãozinhas dos nossos filhos, ensinando-lhes a emanar nossos desejos em fios, linhas e laçadas fazem a magia ser matéria, dissipar pesadelos e coisas que perturbem seus momentos de dormir; tornando um acordar em algo mais tranquilo...



 Cores e formas adquirem o gosto e intenção de quem os confecciona =)


Grata,

sexta-feira

Um altar e uma gata




Endora, nossa gata tricolor, cismou com nosso Altar...
Vira e mexe de noite a pego sentada ao lado das Deusas, no escuro, em completa quietude!

Como explicar? Não sei, se alguém souber o faça, a casa agradece =)

 

Blog Template by BloggerCandy.com